addiction-bottle-capsule-356054.jpg

CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS COLETADOS

Grupo A: engloba os componentes com possível presença de agentes biológicos que, por suas características de maior virulência ou concentração, podem apresentar risco de infecção. Exemplos: placas e lâminas de laboratório, carcaças, membros, tecidos, bolsas transfusionais contendo sangue, dentre outras. 

Grupo B: contêm substâncias químicas que podem apresentar risco à saúde pública ou ao meio ambiente, dependendo de suas características de inflamabilidade, corrosividade, reatividade e toxicidade. Exemplos: medicamentos, reagentes de laboratório, resíduos contendo metais pesados, dentre outros.

Grupo E: materiais perfurocortantes ou escarificantes, tais como lâminas de barbear, agulhas, ampolas de vidro, pontas diamantadas, lâminas de bisturi, lancetas, espátulas e outros similares.

MAnipulação DOS RESÍDUOS
DOS SERVIÇOS DE SAÚDE

São etapas do manejo dos resíduos de serviços de saúde, desde a sua geração até a destinação final, as seguintes ações:

  1. Segregação

  2. Acondicionamento

  3. Identificação

  4. Coleta interna

  5. Transporte interno

6. ​Armazenamento temporário (entreposto)

7. Armazenamento externo

8. Coleta externa

9.Transporte externo

10. Destinação final

ORIENTAÇÕES DE SEGREGAÇÃO

RESÍDUOS

POTENCIALMENTE INFECTANTES

Os resíduos do Grupo A, pertencentes às subcategorias A2 e A4, devem ser descartados em recipiente rígido e identificado, revestido internamente com saco branco leitoso.

Os resíduos das subcategorias A3 e A5, devem ser acondicionados em sacos vermelhos. No caso da subcategoria A1, é aceita a utilização de sacos branco leitoso ou vermelho.

Em ambos os casos, os sacos devem ser substituídos quando atingir 2/3 de sua capacidade ou, pelo menos, uma vez

a cada 24 horas.

lixeira.jpg
infectante.jpg
vermelho.png

RESÍDUOS

QUÍMICOS

Devem ser descartados em bombonas coletoras devidamente identificadas, rígidas, resistentes e compatíveis com as características do produto químico que será acondicionado. Devem possuir tampa rosqueável e vedante. Os recipientes deverão ser envolvidos internamente com um saco plástico de cor laranja e com a simbologia de resíduo tóxico.

bombona.jpg
laranja.png

RESÍDUOS

PERFUROCORTANTES

Devem ser descartados em recipientes identificados, rígidos, providos com tampa, resistentes a furos, ruptura e vazamento.

Após o fechamento da caixa, colocá-la dentro de um saco branco leitoso identificado e encaminhá-lo para abrigo interno.

descarpac.jpg

Grupo B

Grupo A

Grupo E

ícones DE IDENTIFICAÇÃO

infectant.jfif

Grupo A

INFECTANTE

químico.png

Grupo B

QUÍMICOS

infectant.jfif

Grupo E

PERFUROCORTANTES